desde 1996 a criar parcerias de futuro.

7 Razões para vender a sua empresa
19 Mar, 2021

7 motivos para vender

Ser empresário é um caminho difícil e solitário, quer existam vários sócios ou não. Às vezes, é reconfortante saber que não está sozinho neste processo. Este artigo aborda os motivos comuns pelos quais os empresários decidem vender as suas empresas.

Vender a empresa tem um preço “emocional”

A jornada de um empresário que decidiu vender a sua empresa pode ser um grande desafio; tanto fisicamente quanto emocionalmente. É da natureza humana colocar o nosso “suor de sangue e lágrimas” nos nossos ativos mais valiosos e, para muitos empresários, as suas empresas são o seu maior ativo.

Quando decide que agora é o momento certo para vender, independentemente do motivo, geralmente é um processo árduo. Evite navegar nessas “águas sozinho” e prefira contratar uma empresa de consultoria de M&A para tratar do processo de venda por si.

Caso necessite de ajuda, saiba mais acerca dos nossos serviços de Avaliação de Empresas e Venda de Empresas.

A lista a seguir apresenta 7 razões comuns para vender a sua empresa.

1. “Exausto, esgotado e “exausto”

Esta é, surpreendentemente, a razão mais comum pela qual uma empresa é vendida, após o motivo de reforma. Fadiga geral, tédio e esgotamento podem ter impactos muito negativos na produtividade e, portanto, no valor da sua empresa. Quando a sua ideia de negócio é jovem e nova, sente-se nessa fase da vida empolgado e entusiasmado e com vontade de trabalhar no desenvolvimento da empresa.

Quando a “paixão morre”, deve pensar em sair e vender a empresa. Além do stresse existente, muitos proprietários simplesmente vendem porque não são mais desafiados ou interessados nas operações da empresa. As empresas podem ficar estagnadas, muitas vezes fora do controlo do proprietário (mudanças de setor), e isso geralmente resulta em tédio e insatisfação com a vida profissional.

2. “Estou muito velho para isto”

Gerir uma empresa requer um investimento significativo por parte do proprietário da empresa, e isso geralmente ocorre mais com o tempo do que com o capital investido. Administrar a empresa torna-se uma rotina diária e pode ser muito difícil quebrar “velhos hábitos”.

Em geral, os empreendedores são indivíduos apaixonados e motivados que amam o que estão tentando alcançar, e muitas vezes mantém a gestão da empresa até que não consigam mais acompanhar fisicamente. Isso acontece quando finalmente chega a hora de se reformarem.

3. Doença física ou problemas familiares

A vida nem sempre segue o caminho que você pretende. Se o proprietário ou um familiar próximo estiver sofrendo com uma doença grave, é um motivo válido para a venda da empresa. Ter o seu negócio pronto e preparado para vender ajudará a aliviar um pouco o stresse extra provocado por esse contexto adverso.

O divórcio também é um motivo comum para vender uma empresa, às vezes não por escolha. Se o casal for proprietário de uma empresa, a venda da empresa pode ser uma necessidade como parte do acordo.

4. “Miopia”

Existem mais dificuldades em um ano de negócios do que durante uma temporada do campeonato de futebol. Eventos inesperados não são apenas comuns, eles são a norma. Os eventos únicos são passíveis de ser ultrapassados, mas eventos aparentemente pequenos podem continuar a crescer e, juntos, podem se tornar opressores.

Muitas vezes, os proprietários de empresas entram em rotina e relaxam com a sua atividade e o seu estilo de vida. Essa atitude pode, e muitas vezes ajuda, à formação de uma rotina habitual que resulta em uma visão geral que coloca uma empresa em perigo e pode forçar uma venda. Alguns exemplos comuns disso são:

1. Risco do cliente – quando a maior parte das receitas de uma empresa depende de alguns clientes.

2. Tendência de declínio do setor – comum na maioria dos setores em algum momento. Uma empresa precisa agir sobre isso, ou o negócio torna-se vulnerável.

3. Alavancagem pessoal – quando um proprietário alavancou os seus ativos pessoais para fazer crescer a empresa. Poderá num contexto adverso abrir falência. Deixar de agir / evitar esses problemas de curto prazo pode levar a uma venda prematura e, normalmente, levará a um preço de venda inferior ao previsto.

5. Competição forte e crescente

Quando a economia está forte, as avaliações e os investimentos estão crescendo. Uma economia forte não significa apenas o aumento dos ganhos para o empresário, mas também um aumento do número de empreendedores.

As operações de negócios que já existem há mais de 20 anos devem inovar e responder ao mercado em rápida evolução; ou poderão entrar em decadência e perder a posição face à concorrência.

A alternativa é vender quando a empresa é competitiva e antes que essas tendências positivas tenham passado. Essa decisão pode levar a um aumento no preço de venda.

6. “Cumprindo o Plano”

Quando os empreendedores iniciam uma empresa ou adquirem uma empresa existente, uma das metas de longo prazo geralmente é vender em 5, 10 ou 20 anos. Os planos de negócios sempre mudam, especialmente no cenário de start-ups.

Com isso dito, se uma data de saída já foi definida, as tendências mostram que os empresários são indivíduos determinados e obedecem aos seus próprios termos. Como resultado, muitas empresas são vendidas devido a um cronograma pessoal definido por aquele proprietário.

7. Oportunidade de capitalizar

Se a empresa atua em um bom setor e possui uma “máquina bem lubrificada”, pode ser abordado para venda. Quando surge a oportunidade, a maioria dos proprietários de negócios recebe a proposta de compra de “braços abertos”. Contudo, cuidado, não se apresse a fechar a venda e não fique “cego” com a proposta recebida. A opinião de especialistas em sell-side é muito importante.

Frequentemente, vemos centenas de milhares, senão milhões de dólares, perdidos por um vendedor desinformado. Cada empresa tem uma personalidade única, e essa personalidade geralmente reflete o proprietário e como eles pensam sobre os negócios.

Os motivos para vender uma empresa têm várias formas. Este artigo abordou apenas vários motivos comuns, mas existem mais.

No entanto, independentemente do motivo pelo qual está pensando em vender a empresa, como um empresário responsável, recomendamos que se proteja a si mesmo e à empresa investindo em uma empresa de consultoria de vendas de empresas.

Contacte-nos

Caso necessite de ajuda, saiba mais acerca dos nossos serviços de Avaliação de empresa e Venda de Empresas. Asseguramos todas as etapas do processo e a total confidencialidade. Avaliamos e Vendemos a nível internacional.

A Mercal faz parte da rede internacional IMCN. 

Adicione um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

✅ Select 16 Languages